Lista de sugestões de filmes interessantes. Cada postagem traz foto, breve sinopse, censura, diretor, distribuidora, elenco, responsáveis pelo roteiro, musica e fotografia. Com o eterno deslumbramento de fã apaixonada, By Star Filmes acredita que o cinema emociona, ensina e é a melhor diversão.

domingo, 25 de novembro de 2007

A Vida Secreta das Palavras

The Secret Life of Words * *(2005) 115 min (12 anos)
Diretor: Isabel Coixet
Roteiro: Isabel Coixet
Música: Aitor Berenguer
Fotografia: Jean-Claude Darrieu
Edição: Irene Blecua
Elenco: Sarah Polley, Tim Robbins, Javier Câmara, Sverre Anker, Julie Christie
Esperei um pouco antes de colocar este filme. Queria ver se era dos que ficariam marcados na minha memória. Ficou.
O filme começa numa fábrica. Os trabalhadores vão pegando protetores de ouvido pendurados na parede. Sobra um. Hanna não precisa do equipamento, pois é surda. Funcionária exemplar, pouco se comunica com os colegas, ou qualquer pessoa. Quando o chefe a obriga a tirar férias, fica contrariada. Ao chegar ao quarto do hotel, seu desconforto com o tempo livre é óbvio. No restaurante, com o aparelho auditivo ligado, escuta a conversa de um homem, sentado na mesa próxima a sua. Imediatamente, oferece-se como enfermeira voluntária para tratar de um queimado numa plataforma de petróleo, em alto-mar.
Josef está cego temporariamente, é expansivo e gosta de conversar, enquanto Hanna trata das queimaduras. O contato, a intimidade, a troca de palavras vão tendo um efeito curativo também sobre a moça. Hannah ri, se solta e conta segredos de sua vida.
Mas eu não conto. Espero que vocês vejam esse filme emocionante, escrito e dirigido por uma mulher, e indicado por Pedro Almodóvar.
Curiosidade:
A História sobre a enfermeira Cora, contada por Josef, é um conto do argentino Julio Cortazar: "La señorita Cora". Está no livro "Todos los fuegos el fuego". (imdb.com)
Palavras da espanhola Isabel Coixet: “Alguien dijo que desde el momento en que uno tiene vida interior, ya está llevando una doble vida. Las palabras, como manadas de peces, pululan en nuestra cabeza y se agolpan en las cuerdas vocales, pugnando por salir y por ser escuchadas por los demás. Y, a veces se pierden en ese camino entre la cabeza y la garganta. Esta película trata de todas esas palabras perdidas, que durante mucho tiempo vagan en un limbo de silencio (y malentendidos y errores y pasado y dolor) y un día salen a borbotones y cuando empiezan a salir ya nada puede pararlas."
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

banner